Postagens

ZDA - para apoio na divisão de tarefas da sala das nuvens

Imagem
Eu comecei a comentar sobre a "sala das nuvens" (😂) ou Data Center no post deste link , com uma visão geral sobre a norma que rege este tipo de espaço. E neste post tem a topologia mais comum aplicada para estudo deste tipo de espaço. Assim, comentei cada um dos espaços: Sala de entrada A TR A Computer room , que tem várias divisões. Já comentei sobre a MDA e sobre a HDA . E neste post está a ZDA, chegando quase ao final dos componentes que formam a sala das nuvens. E como não podia ser diferente, na imagem acima está a topologia que uso em todos em posts, com destaque para o elemento ZDA, que é o objetivo desta postagem. O significado da sigla é Zone Distribution Area. E pela imagem é possível perceber que está presente logo após o HDA e antes dos itens que fornecem a conexão final, o EDA (que está no post a seguir). Qual o motivo desta localização 😕? Este componente tem a função de fornecer o ponto de consolidação de cabos entre o HDA e o EDA. Para quê 😕? Para permitir

HDA - ajudante na divisão de tarefas nas nuvens

Imagem
 Desde o post de apresentação da norma 942 ( aqui o link ) que utilizo a topologia da imagem a seguir como referências para apresentar os espaços de um Data Center, com base nas normas de cabeamento estruturado, neste caso a norma TIA-942. Para dar continuidade aos detalhes de cada item da topologia, este post é sobre o componente HDA, como marcado na imagem acima. A sigla HDA tem o significado de Horizontal Distribution Area. Sua ação é bem semelhante à TR, já comentada em um post passado ( aqui o link ). Então, se faz a mesma coisa, para que outro nome? O motivo é que a semelhança é em termos de ação. O HDA tem a função de ponto de distribuição do cabeamento horizontal entre o MDA e os equipamentos ativos dos demais racks da estrutura.  Conforme ilustra a figura anterior, faz a interligação entre o backbone e o cabeamento horizontal, só que dos equipamentos internos do Data Center e não da rede de uso dos funcionários do Data Center. Este espaço serve ainda de abrigo para a zona de m

MDA concentra a conexão da sala das nuvens

Imagem
No post sobre a apresentação da norma TIA-942 ( aqui o link ) apresentei a topologia mais geral para ter-se um visão dos espaços e interligações em um Data Center. Nesta topologia que está na imagem a seguir, está o espaço que descrevo neste post: o MDA ou Main Distribution Area Observe pela imagem que este espaço faz a interligação entre os demais componentes da Computer Room (que comentei no post anterior e claro aqui está o link ) com o espaço espaço anterior, como por exemplo: A sala de entrada (já comentei neste post ) A TR que serve de apoio ao Data Center ( aqui o link do post sobre este espaço) Devido a esta localização, a MDA é comumente conhecida como Cross-connect Em termos de equipamentos, este espaço é composto de switches do tipo core e ainda por roteadores, guardados nos racks do tipo abertos, e interligados por uma grande infraestrutura de cabeamento estrutura, através do uso de Patch Panels e DIOs. Como é considerada uma área para manobras de conexão entre os diversos

O main space da sala das nuvens

Imagem
 No post anterior comentei sobre a TR em um Data Center ( está aqui o link ). Neste post vou iniciar os detalhes da sala denominada como Computer Room. Observe este espaço na topologia default de um Data Center que está ilustrada na imagem abaixo. Este espaço é composto das principais áreas que formam um Data Center, interligados por cabeamento do tipo Backbone e Horizontal. Estes espaços que forma o Computer Room são: MDA: Main Distribution Area HDA: Horizotnal Distribution Area ZDA: Zone Distribution Area EDA: Equipment Distribution Area Nos próximos posts comento os detalhes de cada um deste espaços. Nesta postagem quero apenas detalhar algumas características do espaço Computer Room. Um dos primeiros aspectos que devem ser observados para esta é sala é a sua localização O local escolhido para abrigar a Computer Room não pode ter restrição para expansão . Com esta situação, além da liberdade para expandir, é possível garantir um acesso para manobras de grandes equipamentos.  Nas pro